Arquivo do blog

sexta-feira, 12 de julho de 2013

ESQUIZOFRENIA

12 de julho de 2013.


ESQUIZOFRENIA – Página 131


Livro:

- OBSESSÃO E DESOBSESSÃO DE A a Z – APRENDENDO COM MANOEL PHILOMENO DE MIRANDA – COLETÂNEA DE TEXTOS PSICOGRAFADOS POR DIVALDO P. FRANCO.


"O esquizofrênico, segundo a escola bleuleriana, não tem destruída, conforme se pensava antes, a afetividade, nem os sentimentos; somente que os mesmos sofrem dificuldade para ser exteriorizados, em razão dos profundos conflitos conscienciais, que são resíduos das culpas passadas. E porque o espírito se sente devedor, não se esforça pela recuperação, ou a teme, a fim de não enfrentar os desafetos, o que lhe parece a pior maneira de sofrer, do que aquela em que se encontra. Nesses casos, pode-se dizer, como afirmava o ilustre mestre suíço, que a esquizofrenia se encontra no paciente, de forma latente, pois que, acentuamos, é lhe imposta desde antes da concepção fetal. Razão essa que responde pelas sintomatologias neuróticas, produzindo alterações na personalidade que vai se degenerando em razão dos mecanismos de culpa impressos no inconsciente. Assim, não é raro que o paciente fuja para o autismo. Rigidez, desagregação do pensamento, ideias delirantes, incoerência são algumas alterações do comportamento esquizofrênico, originadas nos recessos do espírito que, mediante a aparelhagem fragmentada, se expressa em descontrole, avançando para a demência, passando antes pela fase de alucinações, quando reencontra os seus perseguidores espirituais que ora vem ao desforço. Sejam, portanto, quais forem os fatores que propiciam a instalação da esquizofrenia, no homem, o que desejamos é demonstrar que o espírito culpado é o responsável pela alienação que padece no corpo, sendo as suas causas atuais consequências diretas ou não do passado. (Loucura e Obsessão, pág. 50)."


ESQUIZOFRENIA – CAUSAS – Página 132


"Se levarmos em conta, porém, que o paciente esquizofrênico é um ser imortal, que ele procede de experiências ancestrais que traz, nos tecidos sutis do espírito, os fatores que o predispõem à síndrome que se manifestará mais tarde, compreenderemos que as mudanças químicas no cérebro, os fenômenos genéticos, as alterações estruturais, são efeitos da sua consciência de culpa, da sua necessidade moral de reparação dos crimes cometidos, que ficaram ignorados pela justiça terrestre, mas que ele conhece. Entendendo-se o espírito como o ser causal, em processo de evolução, adquirindo experiências e superando as manifestações primárias através de novas experiências iluminativas, trataremos dos inevitáveis efeitos dos seus atos danosos, mas remontaremos à causalidade que se encontra no ser real e não no seu símile material. (Entre Dois Mundos, pág. 142 e 143)."



ESQUIZOFRENIA – DEFINIÇÕES – Página 132


"Definimos, então, a esquizofrenia, primeiro: como um transtorno espiritual, que se manifesta no corpo físico, através de uma série de desequilíbrios jé referidos, mas decorrente da necessidade de o espírito resgatar os delitos praticados em existências anteriores. Chamá-la-emos, nesse caso, de um distúrbio orgânico, já que foram impressas no aparelho fisiológico todas as necessidades para a liberação. Segundo: de um processo de natureza obsessiva, em que o agente perturbador, hospedando-se no perispírito do seu inimigo, aquele que antes o infelicitou, atormenta-o, apresenta-se-lhe vingador, desorganiza-o interiormente, desestabiliza as conexões neuronais, produz-lhe outras disfunções orgânicas, delírios, alucinações. Terceiro: de um processo misto, no qual o enfermo fisiológico é também vítima de cruel perseguição, tornando-se obsediado simultaneamente. Seja, porém, em qual classificação se enquadre o paciente psiquiátrico, ele é digno de compaixão e de amizade, de envolvimento fraternal e de interesse profissional, recebendo, não somente a terapêutica específica pela Psiquiatria, mas também a espiritual apresentada pelo espiritismo, que estuda e investiga o ser integral, constituído por espírito ou causa inteligente do ser, perispírito ou invólucro semimaterial que lhe preserva as necessidades, possuidor de várias e específicas funções, a fim de imprimi-las na organização física, e essa, ou corpo somático, por onde deambula na execução do programa de sublimação que lhe é proposto. (Entre Dois Mundos, pág. 144 e 145)."


ESQUIZOFRENIA – SINTOMAS – Página 133


"A sua sintomatologia é muito abrangente, considerando-se entre outras manifestações: a perturbação do pensamento – incoerência, neologismos, vagas associações, delírio -; distúrbio de percepção e atenção – perturbação nas sensações do corpo, alucinações auditivas e raras visuais, despersonalização, dificuldade de escolher e de inundação de estímulos; perturbações motoras – conduta excêntrica e esdrúxula, variação entre a imobilidade catatônica e a hiperatividade; perturbações afetivas – afeto insignificante, impassível ou inadequado, ambivalente, diverso do contexto, variando entre os extremos -; isolamento social, solitário, sem amigos, desinteresse sexual, medo de convivência com os outros. (Entre Dois Mundos, pág. 140)."


Comentários: Esse é um paciente que também precisa fazer sua parte de reforma íntima se quiser ter a esquizofrenia de certa forma, amenizada na encarnação atual. Conheço um caso em que o máximo que o enfermo faz é participar do Evangelho no Lar em família, mas percebe-se claramente mesmo durante o Evangelho, que ele se dispersa, não presta muita atenção. Ir ao centro ele não aceita, não gosta de ler, então seus familiares ficam bastante chateados com a falta de esforço próprio dele, mas fazer o que? Só podemos ajudar quem aceita ser ajudado.


--
LIVRARIA ESPÍRITA GARIMPEIROS DE LUZ
JORNAL ESPÍRITA GARIMPEIROS DE LUZ
LUZ, PAZ E AMOR!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário